Emissários Divinos

Posted by Rune Tephix On 22:19 9 comentários

Com o início da Sexta Era e com uma nova guerra quase estourando, os deuses de Guilenor buscam seguidores para ajudá-los em futuras batalhas ou quem sabe para até mesmo evitá-las. Dessa forma, emissários divinos foram enviados a fim de trazer novos devotos para suas respectivas religiões, atribuindo tarefas e concedendo diversas recompensas aos interessados. São oito emissários diferentes, todos com três conjuntos de tarefas para serem executadas por jogadores membros (combate, habilidade, exploração).

Os Emissários


Taw'Paak, Emissária de Armadyl: prega a paz e justiça do deus Armadyl, que recompensará seus seguidores com a proteção contra o caos e as guerras, tratando a todos com igualdade. Armadyl chegou em Guilenor durante a Segunda Era e dominava principalmente o céu de RuneScape, com seus seguidores Aviensies. No entanto, foram poucos os seus seguidores que sobreviveram à terrível Guerra dos Deuses, sendo estes praticamente extintos.


Murknose, Emissário de Bandos: prega sobre o supremo deus da guerra Bandos, que recompensará seus seguidores com muita força e poder durante as batalhas. Como o título já sugere, Bandos encontra prazer na guerra, e apesar de seus seguidores não serem dos mais inteligentes, são na maioria gloriosos no campo de batalha e provam de sua bravura por meio de suas lanças. Bandos chegou em Guilenor durante a Segunda Era, e durante a Guerra dos Deuses muitas vezes lutava sozinho contra exércitos inteiros, não pela falta de soldados, mas pela diversão que uma boa luta proporcionava a ele.


Holstein, Emissário dos Descrentes: como ele mesmo diz, os descrentes são "um grupo de indivíduos com ideias afins, que lutam por um mundo sem nenhum deus". De acordo com Holstein, os deuses apenas atrapalharam na trajetória humana, estipulando determinadas diretrizes de como agir e ocasionando guerras pelo domínio do mundo. Assim, Guilenor seria melhor sem os deuses, pois os humanos são capazes de se protegerem sozinhos e de guiarem seus próprios passos, sem uma "força suprema" dizendo o que fazer, de acordo com sua opinião.


Julienne, Emissária de Saradomin: prega a luz e a ordem do deus Saradomin, que recompensará seus seguidores com um mundo de justiça e protegido das propagações caóticas. Saradomin tem o maior número de seguidores em comparação dos outros deuses, e apesar da maioria considerá-lo pacífico, ele é um deus que de certa forma apoia a guerra e a opressão. Pois, como sua própria emissária diz, Saradomin "banirá todos os outros deuses" para que haja paz, ou seja, uma nova guerra terá de acontecer para que Saradomin tenha oportunidade de dominar Guilenor, usando como pretexto a necessidade de um mundo seguro (exemplo disso pôde ser visto após a queda de Zaros, onde Saradomin disputou o território com Zamorak, depois de executar quase todos os seguidores de Zaros, dizendo ser necessário para trazer a paz).


Endwyr, Emissária de Seren: prega a paz e crescimento da deusa do cristal Seren, que procura estabelecer uma vida sem conflitos desnecessários para seus seguidores. Seren foi uma das primeiras a chegar em Guilenor, tendo acesso ao planeta durante a Primeira Era. Quando viu a abundância natural de Guilenor, Seren logo se apaixonou e trouxe consigo alguns de seus seguidores élficos, que passaram a viver nas florestas isoladas. Durante a Segunda e Terceira Era, muitos elfos morreram, enquanto outros permaneceram seguros nas florestas distantes da batalha.


Relomia, Emissária de Sliske: prega sobre o possível deus das sombras e da escuridão Sliske, que guiará seus seguidores nos tempos difíceis que enfrentarão em Guilenor. Sliske era um mahjarrat e provavelmente alcançou a divindade após matar Guthix (durante a missão O Despertar do Mundo) com a utilização do cajado de Armadyl (de forma semelhante à Zamorak). Ele também é famoso por se ocultar nas sombras e agir de forma misteriosamente estratégica, sendo o responsável pela queda dos irmãos das Catacumbas.


Moldark, Emissário de Zamorak: prega sobre o deus do caos e da destruição Zamorak, que ajudará seus seguidores a alcançar o real poder através do caos. Para Zamorak, o mundo de Guilenor só triunfará após a destruição dos amantes da paz, sendo que o poder impera em meio ao caos (as pessoas se unem, se esforçam mais, passam a acreditar em si próprias para sobrevivência coletiva ou individual, buscam o poder necessário para superarem a situação). Durante a Segunda Era, Zamorak era um mahjarrat general confiável do exército de Zaros, mas ao obter o cajado de Armadyl, profanou uma traição contra seu senhor e acabou se tornando deus no processo (absorvendo parte do poder de Zaros após golpeá-lo com o cajado). Foi o causador do estopim para a Guerra dos Deuses, por ter derrubado Zaros e se tornado deus à suas custas, buscando conquistar Guilenor por meio do caos.


Soran, Emissário de Zaros: prega sobre o Lorde Vazio Zaros, mestre do destino e do controle. De acordo com Soran, os desejos de Zaros não estão explícitos, mas ele não busca vingança nem guerras intermináveis. Durante a Segunda Era, Zaros era o deus mais forte (talvez tanto quanto Guthix) e foi traído pelo seu fiel servo Zamorak. Depois disso, o lorde vazio acabou sendo banido para outra dimensão, mas agora retorna com objetivos específicos e misteriosos (por enquanto).

Categories:

9 Response for the "Emissários Divinos"

  1. Isabelle says:

    Ver o que a emissária de Saradomin disse à respeito dele mudou a minha visão sobre ele. Realmente, ele não é o "deus bom" que todos pensam... O jeito dele é comparável a da "paz armada". Me faz pensar se ele, por dentro, é tão ruim quanto Zamorak, uma coisa bem discutível.

    Desde que comecei a jogar, lá pra 2007, fui seguidora de Saradomin... Mas agora estou revendo bastante esse conceito.

    Cá entre nós, uma escolha mais correta pra quem procura um deus que verdadeiramente queira a paz é a Seren (e talvez Armadyl).

  2. Anônimo says:

    Isabelle, eu te entendo, já pensei assim também. Mas Saradomin é um deus bom, sim. A "paz armada" não é exatamente ruim. Na verdade, isso varia. Uma ditadura militar na vida real é um exemplo de "paz armada". Mas no mundo de Guilenor, as coisas são formadas de grandes proporções. Zamorak não descansará até matar Saradomin, Bandos simplesmente "caça" Saradomin para matar por puro prazer, e os seguidores de Zaros não são lá muito bondosos, então apesar de matá-los parecer algo ruim, acredite: foi bem melhor do que ficar cada um no seu canto. Nunca se sabe o que aqueles zarosianos fariam com Saradomin. Bem provável que o matariam para "colonizar" o território de seguidores de Saradomin. Além de tudo isso, Saradomin exterminou a espécie dos Naragi sem querer. Ele estava combatendo um inimigo igualmente poderoso, e ele não podia simplesmente poupar o povoado de Naragi, que acidentalmente foi destruído por ele e também pelo inimigo. Mas acredite: Saradomin sentiu pena daquelas pobres pessoas inocentes. O fato de Saradomin ser bélico não é algo ruim, mas algo bom que salvará o mundo de Guilenor e estabelecerá a paz novamente. Uma "paz armada" boa. Meu nome no jogo é Zarkeron Atl e eu sou um seguidor de Saradomin. Me adiciona no jogo, por favor. E eu a convido para participar do meu clã, o clã Atlantis. Desde que tenha 130 ou mais de combate, será muito bem-vinda lá. Bom jogo.

  3. Olá,vai ser criada mais uma habilidade chamada divindade e mais uma que é ainda desconhecida.

    Fonte:bastidores do site do runescape.

  4. Só achei ruim que ghutix morreu por caso dessa sexta era,e não tem nenhum emissário sobre ele,e agora o segundo deus vivo mais poderoso é armadyl(pois só o cajado dele pode matar os deuses),e depois é zaros,

  5. Por que o emissario de Zaros nao apareçe pra mim ?

  6. tody guto says:

    porque o soran sumiu?

  7. Anônimo says:

    Anônimo, Saradomin não destruiu os naragi sem querer, eles foram mortos pq se recusaram a adorar Saradomin... Esse acidente que aconteceu não aconteceu com Saradomin, mas com Skargaroth, que caiu em cima da casa do Guthix e matou sua filha, depois disso Guthix mata Skargaroth e se torna um deus...

    Basicamente, Saradomin é só um megalomaniaco que deseja ser adorado, pouco confiavel...

    Não existe um deus do bem, pois os seguidores de cada deus consideram seu deus como ''bom''. Mas o deus mais altruista do rune provavelmente é Armadyl, e quem sabe Seren...

  8. asd says:

    Wemerson, Talvez o emissário de Guthix seja o emissário dos descrentes, tendo em vista que Guthix não queria ser adorado, e os descrentes apoiam ideias iguais, além da maioria dos druidas ser dos descrentes agr...

    O Cajado de Armady, na verdade não é de Armadyl, era de um deus primordial(se eu n me engano), Armadyl só o encontrou, e por isso o cajado leva seu nome, além disso o cajado nem está mais com ele... Talvez esteja com Sliske, ja que ele foi o ultimo usuario(Sliske usou o cajado para matar Guthix)

  9. Anônimo says:

    saradomin e um lobo desfarsado de ovelha ele e resposavel por muitos castatrofes

Postar um comentário