O Último dos Cavaleiros

Posted by Rune Tephix On 05:20 9 comentários


Início: fale com o Sr. Mordaut em seu escritório no museu de Varrock.

Só membros? Sim.

Dificuldade: grão-mestre.

Duração: média.

Missões necessárias: o enigma do bichano, o despertar do mundo, resgate do rei, desaparecido! Morte presumida (e ritual do mahjarrat para recompensas extras).

Requisitos: nível 40 em Divinação, 67 em Dungeon, 74 em Evocação e 81 em Magia.

Itens necessários: esmeralda (cortada), amuleto de felinês encantado, animuleto ou amuleto de fantasmês.

Recomendações: super antifogo ou escudo antidragão, equipamentos de combate.

Inimigos para Derrotar: três dragões de ferro (nível 140 cada), dragão celestial (nível 182), caçadores de dragões arqueiro, mago e guerreiro (nível 133 cada), Eco de Jas (nível 190).

Comece a missão falando com o Sr. Mordaut em sua sala localizada atrás da escada que desce para o andar inferior do museu de Varrock (onde há exposições de monstros). Ele vai dizer que encontrou um diário pertinente a Hannibus, o último cavaleiro dragão. Com o decorrer do diálogo, sugira falar com Bob, o gato e depois saia do museu para tentar encontrá-lo.

Para isso, use seu amuleto de felinês encantado, que mostra a localização do gato por meio de uma espécie de bússola. Caso você tenha adicionado o seu em um animuleto, terás de retirá-lo e encantá-lo novamente levando cinco runas da morte para Hild, em uma casa próxima da arena de agilidade de Burthorpe.

Apenas opere o amuleto para abrir uma interface que aponta a direção do gato com uma seta brilhante. Lembre-se de virar sua bússola do jogo para o norte, de modo que a direção indicada pelo amuleto fique correta. Fale com Bob quando encontrá-lo, e ele dirá que considera a casa de seu dono, Unferth, em Burthorpe, como lar. Siga para parte nordeste da cidade e vá até a casa norte da arena de agilidade.

Fale todas as opções com Unferth, até que ele permita você vasculhar a casa atrás da biblioteca de Roberto, o forte. Vasculhe a lareira, a mesa e a estante de livros no andar térreo da casa para que Unferth chame sua atenção; depois disso, vasculhe o tapete da casa para descobrir um alçapão secreto. Desça pelo alçapão para encontrar a biblioteca de Roberto.

Uma vez lá, vasculhe a escrivaninha no centro da biblioteca para aprender a fazer um feitiço que anima estátuas. Os ingredientes são: uma esmeralda (não pode ser bruta) e um pouco de óxido de ferro, que pode ser obtido ao investigar o raque com armas e selecionar a opção de remover a ferrugem. Depois disso, apenas use o óxido na esmeralda, formando um pergaminho encantado com o feitiço.

Aproxime-se da estátua de Hannibus, ainda na biblioteca, e clique no pergaminho de animar rochas para trazê-lo de volta a vida. Fale com ele e diga que já começou a sexta era; ele vai pedir sua ajuda em encontrar uma maneira de atravessar mundos para que ele retorne ao seu local de origem. Vasculhe as estantes com livros nos dois lados da biblioteca para encontrar um diário de Roberto falando sobre a língua Dragonkin.

Leia-o por completo e depois clique no mapa atrás de Hannibus para atualizar as traduções. Você receberá um enigma que quando decifrado revela que algo deve ser encontrado na câmara com dragões verdes na masmorra de Forinthry. Guarde todos os seus itens no banco, exceto alimentos e o diário de Roberto que trata sobre a linguagem Dragonkin. Siga para a masmorra de Forinthry, na Terra Selvagem.

Cuidado com jogadores pkers, que podem surgir a qualquer momento. A masmorra localiza-se no nível 22 de perigo, a leste da fortaleza dos guerreiros negros, que por sua vez é ao norte da fortaleza dos cavaleiros negros. Entre na masmorra e caminhe para nordeste da entrada, ao entrar na sala com dragões verdes aparecerá uma opção perguntando se você deseja prosseguir com a missão "o último dos cavaleiros", selecione "sim".

Hannibus conseguirá estabelecer contato com um dragão verde, e vai dizer para procurar uma rocha com escritas em algum lugar da sala. Comece a correr pela sala inteira, passando perto de todas as rochas que existem lá; quando você se aproximar da rocha correta, ela ficará com um escrito verde brilhante. Estude-o para receber um novo enigma, que por sua vez direciona para a masmorra de Brimhaven.

Pegue equipamentos necessários para combater três dragões de ferro, lembrando-se de algo que proteja contra o bafo dos dragões. Teleporte para a magnetita de Karamja ou frete uma viagem para Brimhaven a partir do Porto Sarim. Depois, siga para a caverna a sul do portal da casa do jogador e a norte do músico. Percorra toda a masmorra até a sala final com dragões de ferro e de aço.

Aparecerá uma opção de prosseguir com a missão em questão, selecione "sim". Hannibus tentará estabelecer uma conexão com o dragão de aço, porém enquanto ele faz isso aparecerão três dragões de ferro para tentar impedi-lo. Mate-os sem dificuldades, como eles vem em sequência separadamente, e não todos de uma vez. Quando terminar de matá-los, Hannibus conseguirá falar com o dragão de aço e revelará que há uma rocha com escritos próxima da masmorra de recursos de Dungeon.

Caminhe para o sudoeste até localizar a entrada para a masmorra de recursos. Aproxime-se até que uma das rochas obtenha as inscrições em verde brilhante. Investigue a rocha para um novo enigma, que dessa vez direciona para o covil dos grutovermes, onde habita a dragoa negra rainha. Teleporte para a magnetita do porto Sarim ou faça uma viagem de barco até lá.

Entre no covil dos grutovermes a oeste da magnetita e siga até o final da caverna para visualizar uma espécie de portal verde, clique nele e selecione a opção de prosseguir com a missão, ou do contrário você acabará em uma luta contra a Dragoa Negra Rainha. Hannibus tentará se comunicar com ela, porém ele acaba entrando em choque com o sonho dela e a própria rainha será canalizada para o corpo de Hannibus.

Converse com ela para liberar o próximo enigma. Hannibus sugerirá investigar a ilha dente de dragão. Saia da caverna e teleporte para o Porto Phasmatys através do Ectophial, ou do contrário frete um barco até lá. Fale com o capitão fantasma no cais próximo do mar para ser levado até a ilha dente de dragão (lembre-se do amuleto de fantasmês e de algo que proteja contra o fogo do dragão celestial). Corra até o outro lado da ilha para avistar a entrada para uma masmorra de recursos de Dungeon.

Acesse-a e você entrará em uma caverna repleta de dragões celestiais. Hannibus pedirá para você atacar os dragões celestiais enquanto ele os estuda. Ataque os dragões até que a barra de progresso de Hannibus fique totalmente preenchida; você pode matar um ou mais dragões celestiais sem que isso afete o progresso na barra. Os dragões não são fortes, possuem um especial de parar o tempo por alguns instantes e são fracos contra flechas.

Quando a barra for completa, fale novamente com Hannibus. Se durante o diálogo ele não citar as estátuas gigantes de Guilenor, volte para a biblioteca de Roberto em Burthorpe e vasculha novamente as estantes para encontrar um livro chamado "luta do Dragonkin". Leia-o e depois fale com Hannibus para progredir com a missão. Você terá de falar com pelo menos duas estátuas misteriosas espalhadas por RuneScape, revivendo-as com o feitiço de animar rocha.

Elas são azuis e só permanecem com a cabeça para fora da terra. Tem uma do lado do castelo do Rei Arthur em Camelot, a leste da aldeia dos videntes; outra em Brimhaven, próxima do portal roxo da casa do jogador e norte da masmorra; uma próxima da Torre da Vida, a sudeste do zoológico de Ardonha; e uma última a sul da colônia de pesca, norte da magnetita de Ardonha. Você só precisa falar com duas, mas falando com as quatro você recebe 10.000 de experiência bônus em uma habilidade de sua escolha.

Caminhe até se aproximar bem da estátua misteriosa, então clique no pergaminho do feitiço de reanimar rocha para trazê-la de volta a vida. Fale com ela selecionando qualquer opção e no final ela pedirá para ser virada em direção ao Adormecido. Faça isso com duas ou mais estátuas misteriosas para continuar com a missão. O adormecido se localiza em Entrana, e você terá que falar com ele. Deposite todos os seus itens na caixa de depósito (exceto o pergaminho de reanimar rochas) e fale com um dos monges no Porto Sarim para ser levado até Entrana.

Vá para o canto mais noroeste da ilha, quase do lado da entrada para o calabouço da missão "cidade perdida". Você verá na água algumas bolhas que se assemelham a um local de pesca; use o pergaminho de animar rochas estando próximo do mar para reviver o adormecido. Ele vai contar algumas histórias e acabará revelando que o próximo passo da missão é falar com o Dragão Negro Rei.

Teleporte para Fronteiriça e aproveite para acessar o banco. Guarde todos os seus itens, permanecendo apenas com uma arma relativamente barata, como um cajado polipórico, assim como uma armadura de morcego ou de pele de dragão negro, pois você precisará lutar na Terra Selvagem, tendo o risco de ser morto por um jogador pker no caminho. Pegue bastante comida e leve um familiar de evocação, caso prefira (de restauração ou de carga).

Quando estiver preparado, ative o artefato ao norte do monastério para ser levado até o covil do Dragão Negro Rei, selecione a opção de prosseguir com a missão para que nada de errado. Fale com o dragão negro rei junto com Hannibus, selecionando qualquer opção do diálogo. No final das contas, o dragão rei os levará até a caverna onde habita o último dragão branco conhecido, chamado Therragorn. Depois que o corte de cena terminar, entra na masmorra em questão rapidamente, como pkers poderão te atacar nesse meio tempo.

A parte interna da masmorra é segura, ou seja, não é PVP. Fale com a dragoa branca e quando a conversa estiver no fim surgirão três caçadores de dragões na caverna, em busca da pele rara de dragão branco. Se você morrer ou fugir da caverna, terás de voltar caminhando por conta própria; você pode seguir a partir de Kalaboss, poupando certa caminhada até o fim da Terra Selvagem. Os caçadores de dragões usam recursos de combate semelhantes a jogadores reais, porém causam danos bem inferiores.

Não é uma luta complicada, principalmente se usado cajado polipórico (com seu feitiço padrão) e uma armadura de morcego. Ative a oração antimagia ou antimíssil se achar necessário, e lembre-se de usar o recurso "antecipação" e de manter os olhos nos pontos vitais, comendo quando necessário. Quando tiver derrotado os três caçadores de dragões (um mago, um arqueiro e um guerreiro), fale novamente com Hannibus ou com a dragoa branca para desencadear um corte de cena.

A dragoa levará vocês até Kalaboss voando, até que uma bola de magia atinja-os. Você acordará dentro de Kalaboss, em um dos andares deformados. Fale com o Dragonkin chamado Kerapac que explicará resumidamente a situação. Ele vai exigir sua ajuda em troca da vida de Hannibus, aceite ajudá-lo e então siga-o até uma sala próxima, que para surpresa de todos guarda o Dragonkin Strisath, ainda em uma jaula.

Kerapac vai querer que você ajude-o a enfraquecer a maldição dos Dragonkins, e para isso terás de coletar 25 fogos fátuos que ele liberará na sala. Se preferir, você pode sair da masmorra pela porta no final da sala onde Strisath está engaiolado, para se fortificar para a batalha final, que não é muito difícil. Você não voltará para a Terra Selvagem, então se quiser pode equipar seu melhor equipamento. Para voltar a Kalaboss, entre na passagem a sul de Thok, em Daemonheim.

Colete as 25 memórias através dos fogos fátuos e depois clique na jaula onde está Strisath para canalizar as energias divinas. Fale com Kerapac novamente quando tiver feito isso. Você será levado para o santuário de Guthix, da missão despertar do mundo, e lá entrará em um confronto com o "Eco de Jas", nível 190 que representa a maldição Dragonkin. O Eco usa recursos básicos de combate e não possui nenhuma fraqueza específica.

Se você precisar fugir, corra em direção ao caminho que leva às câmaras do santuário para retornar a Kalaboss. Enquanto você lutar contra o Eco de Jas, os falsos usuários aparecerão rapidamente, um por um, nas extremidades do "campo de batalha". Quando isso acontecer, tenta atacá-los rapidamente para destruí-los, evitando seus ataques especiais. Lucien lança um feitiço poderoso que causa mais de 1.000 de dano; Saradomin cura o Eco de Jas; Zamorak desaba rochas no local onde você estiver.

Tente matá-los imediatamente, como possuem 1 ponto vital e são de nível 10. Continue atacando o Eco de Jas, até que seja derrotado. Quando conseguir, retornarás para Kalaboss onde Kerapac e Hannibus aguardam pela sua volta. Fale com eles e Hannibus acabará pedindo para você fazer um passeio com ele. Aceite fazer isso e um corte de cena será iniciado. Neste corte de cena, a dragoa branca Therragorn retorna intacta, trazendo consigo um espécime vivo da raça de Hannibus.

Nisso, Kerapac também chegará, e Hannibus pedirá sua ajuda em relação a que escolha tomar sobre seu destino. Você pode falar com cada personagem antes de tomar a decisão final. Kerapac diz ser possível achar a cura para o problema que atinge a raça de Hannibus, podendo salvar a espécie caso os estudos resultem em algo; a bisneta de Hannibus recomenda que ele volte para sua terra natal, como ele já está cansado e de muita idade, sendo um bom fim passar seus últimos dias lá. Escolha o destino de Hannibus para terminar a missão, parabéns.

Recompensas: 1 ponto de missão, amuleto de cavaleiro dragão, lâmpada de 90.000 de experiência em Magia, lâmpada de 80.000 de experiência em Evocação, lâmpada de 45.000 de experiência em Dungeon, acesso a masmorra com dragões celestiais, duas chaves e corações gelados, 10.000 de experiência bônus em uma habilidade de sua escolha (falando com as quatro estátuas misteriosas durante ou depois da missão), 25.000 de experiência em uma habilidade de sua escolha (falando com o Adormecido após a missão, tendo concluído Ritual do Mahjarrat).

Categories:

9 Response for the "O Último dos Cavaleiros"

  1. nao acho a estatua q esta no lago pode me ajudar

  2. n acho a ultima estatua q esta no lago pode me ajudar ??

  3. Wallysson says:

    não consigo nem fazer a parte do primeiro enigma ¬¬

  4. tenho 1 pergunta oq os dragoes selestiais dropam? ou nao largam nada só servempra upar msm?

  5. Snowater says:

    - Alison Bay. Deposite todos os seus itens (exceto o Pergaminho de Animar Rocha) e pegue um barco no Porto Sarim até Entrana com o monge no deck. Depois que chegar lá, vá até o ponto de exclamação no mapa, vá até ele até ver uma escada. Em volta dela haverão muitas árvores mortas, siga até as vivas e verás uma estátua submersa na água.

  6. Snowater says:

    - Wallyson, no link abaixo você encontra a tabela de drops do Dragão Celestial:

    http://runescape.wikia.com/wiki/Celestial_dragon

  7. Anônimo says:

    onde posso conseguir o amuleto, eu perdi

  8. Anônimo says:

    Você pode adquirir outro amuleto dos dragões com o Sr. Mordaut em Varrock pagando 500k.

  9. como eu descubro o código????????????????????

Postar um comentário