Guia de Culinária 1-99

Posted by Rune Tephix On 16:22 2 comentários


A habilidade Culinária é relativamente simples e rápida de se treinar, mesmo em servidores gratuitos, isso devido à grande disponibilidade de diversos tipos de peixes no mercado e da quantidade considerável de experiência ganha em um período curto. Além disso, o treino da habilidade não ocasiona grandes prejuízos e é facilitado ainda mais pelo acesso à guilda de Culinária, em Varrock, que proporciona o acesso a um fogão que reduz as chances de queimar alimentos quando usado. Para membros também existem as manoplas de culinária, que diminuem e até cessam a chance de queimar certos tipos de peixe com o passar dos níveis; é preciso concluir a missão "Caça ao brasão perdido" para ganhar as manoplas.

Guia para Jogadores Gratuitos

1-10: para iniciantes vale a pena treinar culinária juntamente com pesca, capturando e cozinhando camarões ou lagostins. Os camarões podem ser pegos através de uma rede de pesca pequena, e os pontos de pesca mais visados são os do Pântano de Lumbridge, próximos do local de mineração; há muitas árvores próximas para serem cortadas e transformadas em fogueiras a fim de cozinhar os alimentos. Os lagostins podem ser pegos através de um puçá específico, e geralmente são capturados no rio atrás da igreja de Lumbridge.

10-20: com ou sem pesca, recomenda-se cozinhar arenques. Eles fornecem até cerca de 50.000 de experiência por hora; cada arenque cozinhado sem queimar dá um prejuízo aproximado de 30 moedas, e só é possível parar de queimá-los a partir do nível 41 de culinária. Por conta disso, é possível que alguns escolham pescá-los ao invés de comprá-los; nesse caso, é possível capturar arenques com uma vara de pescar e algumas iscas de pesca. Eles podem ser pegos a oeste do banco da vila Draynor.

20-58: a melhor opção passa a ser cozinhar trutas. Geralmente não se ganha nem se perde dinheiro com as trutas, porém tem a chance de queimar algumas e, sendo assim, é possível perder uma pequena quantia de moedas comprando os peixes. Vai ser preciso cozinhar cerca de 3.150 trutas, sem considerar os peixes queimados. Isso exigirá cerca de 70.000 moedas comprando-as no Mercado Geral, e após cozidas poderão ser vendidas pela mesma quantidade de dinheiro. Caso opte por pescar as trutas, a partir do nível 20 de pesca é possível capturá-las nos pontos próximos da aldeia bárbara, cozinhando-as em fogueiras feitas através das árvores próximas.

58-65: cozinhar salmões é uma boa opção. Há um prejuízo de 5 moedas por salmão após cozinhá-lo; apesar de não parecer muito, do nível 58 ao 65 o prejuízo totaliza aproximadamente 90.000 moedas, como são necessários cerca de 4.670 salmões crus a serem cozinhados. Do mesmo modo que a truta, o salmão pode ser pescado próximo da aldeia bárbara, tendo nível 30 em pesca, uma vara com isca artificial e penas.

65-74: é interessante cozinhar atuns. Há um prejuízo de 22 moedas por atum após cozinhá-lo; apesar de não parecer muito, do nível 65 ao 74 o prejuízo totaliza aproximadamente 100.000 moedas, como são necessários cerca de 4.285 atuns crus a serem cozinhados. O atum pode ser pego a partir do nível 35 de pesca, na doca da ilha de Karamja, próxima do ponto da musa e da plantação de bananeira; é preciso ter um arpão para capturar atuns.

74-86: recomenda-se cozinhar lagostas. Há um prejuízo de 159 moedas por lagosta após cozinhá-la, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 3.340.000 moedas, como são necessárias cerca de 20.850 lagostas cruas a serem cozinhadas. A lagosta pode ser pega a partir do nível 40 de pesca, na doca da ilha de Karamja, próxima do ponto da musa e da plantação de bananeira; é preciso ter um puçá específico para capturar lagostas.

86-99: pode-se cozinhar peixes-espada. Há um prejuízo de 230 moedas por peixe-espada após cozinhá-lo, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 15.640.000 moedas, como são necessários cerca de 67.405 peixes-espada crus a serem cozinhados. O peixe-espada pode ser pego a partir do nível 50 de pesca, na doca da ilha de Karamja, próxima do ponto da musa e da plantação de bananeira; é preciso ter um arpão para capturar peixes-espada.

Métodos mais Baratos

20-99: é possível treinar até o nível máximo da habilidade sem gastar praticamente nada optando por cozinhar trutas. Nesse caso, é mais recomendado comprar as trutas do que pescá-las, como elas não causam prejuízos após serem cozidas. Será preciso cozinhar cerca de 186.145 trutas cruas, exigindo pelo menos 4.100.000 moedas (é possível ir comprando e cozinhando aos poucos), sem grandes prejuízos. Considerando que é possível ganhar cerca de 75.000 de experiência por hora cozinhando trutas, treinar do nível 20 ao 99 levaria cerca de 174 horas, levando aproximadamente 1 mês jogando em média 5 horas e meia por dia.

65-99: uma outra alternativa mais rápida e com certo prejuízo é cozinhar atuns crus. A partir do nível 65 são necessários 144.410 atuns crus, com o custo de 27.416.000 moedas; após serem cozidos, a mesma quantia de atuns pode ser vendida por 17.530.000 moedas (desconsiderando os peixes queimados), resultando em um prejuízo de praticamente 10.000.000 moedas. Apesar de gastar bem mais que a opção de trutas, o método de atuns pode acabar valendo a pena pelo tempo economizado, como seriam gastas cerca de 110 horas (considerando 115.000 de experiência por hora cozinhando atuns), levando aproximadamente 20 dias jogando em média 5 horas e meia por dia, ou ainda 28 dias jogando cerca de 4 horas por dia.

Locais de Treino

É possível cozinhar os peixes tanto em fogueiras e piras, como em fogões. Os fogões e fornos diminuem as chances de queimar os alimentos, e alguns locais bem práticos em que eles se encontram são: em Fronteiriça (na casa oeste do banco); em Lumbridge (na cozinha do andar térreo, alguns andares abaixo do banco); em Al-Kharid (ao norte do banco). Já fogueiras são geralmente encontradas: no Mercado Geral (feitas por jogadores); na vila Draynor (atrás do banco, feitas por jogadores); na aldeia bárbara (ou são feitas por jogadores próximas do rio ou pode-se optar por usar a fogueira que nunca apaga na loja de elmos de Peksa).

Guia para Jogadores Membros

1-10: para iniciantes vale a pena treinar culinária juntamente com pesca, capturando e cozinhando camarões ou lagostins. Os camarões podem ser pegos através de uma rede de pesca pequena, e os pontos de pesca mais visados são os do Pântano de Lumbridge, próximos do local de mineração; há muitas árvores próximas para serem cortadas e transformadas em fogueiras a fim de cozinhar os alimentos. Os lagostins podem ser pegos através de um puçá específico, e geralmente são capturados no rio atrás da igreja de Lumbridge.

10-20: com ou sem pesca, recomenda-se cozinhar arenques. Eles fornecem até cerca de 50.000 de experiência por hora; cada arenque cozinhado sem queimar dá um prejuízo aproximado de 30 moedas, e só é possível parar de queimá-los a partir do nível 41 de culinária. Por conta disso, é possível que alguns escolham pescá-los ao invés de comprá-los; nesse caso, é possível capturar arenques com uma vara de pescar e algumas iscas de pesca. Eles podem ser pegos a oeste do banco da vila Draynor.

20-58: a melhor opção passa a ser cozinhar trutas. Geralmente não se ganha nem se perde dinheiro com as trutas, porém tem a chance de queimar algumas e, sendo assim, é possível perder uma pequena quantia de moedas comprando os peixes. Vai ser preciso cozinhar cerca de 3.150 trutas, sem considerar os peixes queimados. Isso exigirá cerca de 70.000 moedas comprando-as no Mercado Geral, e após cozidas poderão ser vendidas pela mesma quantidade de dinheiro. Caso opte por pescar as trutas, a partir do nível 20 de pesca é possível capturá-las nos pontos próximos da aldeia bárbara, cozinhando-as em fogueiras feitas através das árvores próximas.

58-65: cozinhar salmões é uma boa opção. Há um prejuízo de 5 moedas por salmão após cozinhá-lo; apesar de não parecer muito, do nível 58 ao 65 o prejuízo totaliza aproximadamente 90.000 moedas, como são necessários cerca de 4.670 salmões crus a serem cozinhados. Do mesmo modo que a truta, o salmão pode ser pescado próximo da aldeia bárbara, tendo nível 30 em pesca, uma vara com isca artificial e penas.

65-74: é interessante cozinhar atuns. Há um prejuízo de 22 moedas por atum após cozinhá-lo; apesar de não parecer muito, do nível 65 ao 74 o prejuízo totaliza aproximadamente 100.000 moedas, como são necessários cerca de 4.285 atuns crus a serem cozinhados. O atum pode ser pego a partir do nível 35 de pesca, na doca da ilha de Karamja, próxima do ponto da musa e da plantação de bananeira; é preciso ter um arpão para capturar atuns.

74-86: recomenda-se cozinhar lagostas. Há um prejuízo de 159 moedas por lagosta após cozinhá-la, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 3.340.000 moedas, como são necessárias cerca de 20.850 lagostas cruas a serem cozinhadas. A lagosta pode ser pega a partir do nível 40 de pesca, na doca da ilha de Karamja, próxima do ponto da musa e da plantação de bananeira; é preciso ter um puçá específico para capturar lagostas.

86-92: pode-se cozinhar peixes-espada. Há um prejuízo de 230 moedas por peixe-espada após cozinhá-lo, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 4.420.000 moedas, como são necessários cerca de 20.855 peixes-espada crus a serem cozinhados. O peixe-espada pode ser pego a partir do nível 50 de pesca, na doca da ilha de Karamja, próxima do ponto da musa e da plantação de bananeira; é preciso ter um arpão para capturar peixes-espada.

92-99: sem as manoplas de culinária, recomenda-se cozinhar tamboris. Há um prejuízo de 263 moedas por tamboril após cozinhá-lo, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 8.345.000 moedas, como são necessários cerca de 43.450 tamboris crus a serem cozinhados. O tamboril pode ser pego a partir do nível 62 de pesca, na colônia de pescadores de Piscatoris com uma rede pequena de pesca após concluir a missão "O canto do Cisne".

Com as Manoplas de Culinária

58-68: cozinhar salmões é uma boa opção. Há um prejuízo de 5 moedas por salmão após cozinhá-lo; apesar de não parecer muito, do nível 58 ao 68 o prejuízo totaliza aproximadamente 60.000 moedas, como são necessários cerca de 4.200 salmões crus a serem cozinhados. Do mesmo modo que a truta, o salmão pode ser pescado próximo da aldeia bárbara, tendo nível 30 em pesca, uma vara com isca artificial e penas.

68-81: recomenda-se cozinhar lagostas. Há um prejuízo de 159 moedas por lagosta após cozinhá-la, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 1.920.000 moedas, como são necessárias cerca de 13.235 lagostas cruas a serem cozinhadas. A lagosta pode ser pega a partir do nível 40 de pesca, na doca da ilha de Karamja, próxima do ponto da musa e da plantação de bananeira; é preciso ter um puçá específico para capturar lagostas.

81-90: pode-se cozinhar peixes-espada. Há um prejuízo de 230 moedas por peixe-espada após cozinhá-lo, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 4.780.000 moedas, como são necessários cerca de 22.526 peixes-espada crus a serem cozinhados. O peixe-espada pode ser pego a partir do nível 50 de pesca, na doca da ilha de Karamja, próxima do ponto da musa e da plantação de bananeira; é preciso ter um arpão para capturar peixes-espada.

90-99: uma opção é cozinhar tubarões. Há um prejuízo de 173 moedas por tubarão após cozinhá-lo, resultando em um prejuízo que totaliza aproximadamente 7.650.000 moedas, como são necessários cerca de 36.610 tubarões crus a serem cozinhados. O tubarão pode ser pego a partir do nível 76 de pesca, na costa de Catherby, próximo do banco e do terreno de agricultura; é preciso ter um arpão para capturar tubarões.

90-94: recomenda-se cozinhar tamboris. Há um prejuízo de 263 moedas por tamboril após cozinhá-lo, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 3.330.000 moedas, como são necessários cerca de 17.325 tamboris crus a serem cozinhados. O tamboril pode ser pego a partir do nível 62 de pesca, na colônia de pescadores de Piscatoris com uma rede pequena de pesca após concluir a missão "O canto do Cisne".

94-99: é possível cozinhar corvinas. Há um prejuízo de 288 moedas por corvina após cozinhá-la, resultando num prejuízo que totaliza aproximadamente 2.940.000 moedas, como são necessárias 22.625 corvinas cruas a serem cozinhadas. A corvina pode ser pega a partir do nível 90 de pesca, na caverna das rochas vivas com uma vara de pescar e minérios vivos.

Locais de Treino

Além dos pontos gratuitos citados anteriormente, jogadores membros podem optar pelos seguintes locais de fogueiras e piras: passagem de Shantay (no mundo 100 quase sempre tem fogueiras acesas por jogadores); no subsolo da cozinha de Lumbridge (com banco próximo para quem concluiu a missão "A receita do Desastre", no mundo 100 quase sempre tem fogueiras acesas por jogadores); na arca de Burthorpe (no mundo 48 quase sempre tem fogueiras acesas por jogadores). Com relação aos locais com fornos e fogões: há uma fogueira eterna no subsolo do bar de Taverley (com banqueiro andando pelas proximidades); há um forno do lado do banco em Nardah; há um forno a leste do banco em Catherby; há um na guilda dos cozinheiros (com um banco para quem possui a armadura de Varrock 3); há um forno próximo do banco de Zanaris; há um na ilha de Nénão, junto com a fornalha; há um na cidade TzHaar, próximo do banco do Fosso de Combate.

Categories:

2 Response for the "Guia de Culinária 1-99"

  1. Anônimo says:

    Outro método bom é cozinhar Salmão, que não tem nenhum prejuízo. Você lucra um pouco até.

  2. Muito bom o guia, sempre que posso dou uma olhada no site que é o melhor de todos relacionado a runescape na minha opinião.

Postar um comentário